Google+

sábado, agosto 21, 2010

HERESIAS CRISTOLOGICAS (ARIANISMO)

heresia propagada por Ario, presbítero líbio da Igreja de Alexandria, que negava a divindade de Cristo, reduzindo-O a simples enviado do Pai. Esta heresia, que se difundiu no séc. IV por toda a cristandade, foi refutada por São Atanásio e outros padres contemporâneos e formalmente condenada no primeiro concílio ecumênico, o de Nicéia (325). Manifestou-se depois com várias cambiantes (donatismo, priscilianismo, etc.).

(D. Manoel Franco Falcão)

.....

heresia difundida no século III por Ário, que nega a divindade de Cristo. Cristo, ele diz, é filho adotivo de Deus, não consubstanciai ao Pai. E o Espírito santo é a primeira criatura do Filho, portanto, inferior a Ele. Esta heresia foi condenada no concílio de Nicéia (325): "Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem". São Jerônimo pronunciou esta frase célebre: "O mundo despertou um dia e gemeu ao verse ariano". Muitíssimos sacerdotes e fiéis foram martirizados, bispos católicos mandados ao desterro e substituídos por arianos. Tudo isto por culpa do imperador Constâncio II, ariano, que tinha tomado posse de todo o Império. Foi ele quem disse: "Acabaram-se os niceianos (quer dizer, os católicos); vencemos nós, os cristãos (quer dizer, os arianos); se pudéssemos agarrar e enforcar o bandido do bispo de Alexandria". Referia-se a um grande defensor da fé Católica, Cirilo de Alexandria.
Referência: Enciclopédia Católica Popular; Pe Antonio Rivero LC. "Cristologia" - apostila
 
fonte: pastoralis

Gaudium Press - Notícias Católicas

Noticias de ACI Digital - Brasil

Noticias de ACI Digital - Mundo

ZENIT - O mundo visto de Roma

  ©Servos de Maria - ADISEMA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo