Google+

sexta-feira, outubro 12, 2012

O Ano Da Fé e a Igreja Católica


Hoje dia 11 de outubro inicia-se para os católicos de todo mundo o Ano da fé. Até o dia 11 de outubro de 2012, os fieis neste período, devem conhecer, experimentar e praticar a fé no seu dia a dia, fazendo com que o Cristo que existe dentro de nós possa brilhar para aqueles que não conhecem esta fé.
A proposta do Santo Padre é que ao final deste ano, os católicos tenham convicção da sua fé e não sejam mais como “a palha que é espalhada pelo vento”. Para nós este é um grande desafio, pois ainda que sejamos a maior nação católica do mundo, sabemos que muitos se dizem católicos por uma série de motivos, não vivem a fé de fato, mas uma mistura de crenças e sortilégios que nada agregam a fé que a Igreja Católica Apostólica Romana nos ensina. Bem sabemos o quanto esta fé professada com a boca e não com o coração é prejudicial a Igreja Católica Apostólica Romana.
As dificuldades para essa empreitada são muitas: o secularismo que minimiza a fé dos homens, a grande mídia que mostra valores diferentes aos valores de Cristo, o grande número de religiões e seitas que aparecem a cada dia com um discurso fundamentalista e enganador, além da própria luta interior de cada ser humano em renunciar a si mesmo e seguir ao Senhor Jesus.
Mas justamente por enxergarmos tantas dificuldades, é de se admirar a coragem e a ousadia de Bento XVI em propor algo assim para todos os católicos. Além do árduo trabalho, o Papa espera um que ao final deste trabalho, tenhamos grandes avanços da fé dos católicos. Diante de tantas propostas, o Papa nos dá uma oportunidade de olharmos para a fé que dizemos professar. Isto é uma oportunidade incrível!
É importante ressaltar que este ano da fé, não é propriamente um ano para grandes empreitadas de evangelização, mas grandes empreitadas de catequese. É natural que grandes eventos de evangelização aconteçam, pois evangelizar é um ato contínuo, mas a prioridade deste ano é fazer com que aquele católico que já tem certa caminhada e já frequenta as atividades paroquiais com certa regularidade, possa parar e se aprofundar naquilo que diz crer e passe a viver de acordo com a fé que diz professar.
Graças a Deus, devido aos grandes eventos de evangelização, muita gente já conhece Jesus e já iniciou um caminho de conversão. Porém agora é o momento da Igreja trabalhar a fé destas pessoas, cuidar da sua afetividade e ensiná-las a viver um catolicismo maduro e consistente. Hoje é tempo de clamar a Deus pelos grandes pastores da nossa Igreja. E quando falo pastores não falo apenas dos sacerdotes, mas daqueles católicos que tem a capacidade de acolher as novas ovelhas e prepará-las para serem cristãos maduros na fé.
Fonte: Dominus Vobiscum

Gaudium Press - Notícias Católicas

Noticias de ACI Digital - Brasil

Noticias de ACI Digital - Mundo

ZENIT - O mundo visto de Roma

  ©Servos de Maria - ADISEMA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo