Google+

sábado, novembro 10, 2012

Testemunho Do MISSIONÁRIO ALBERTO MARIA

Albertove Manoel da Costa
Nasceu em Mutunópolis Goiás no dia 10 de agosto de 1970

Parte de sua infância foi na cidade de Rianápolis Goias onde fez a primeira eucaristia na paróquia de São Sebastião.
Aos doze anos mudou se para o Distrito Federal fixando residência no SETOR P SUL Bairro da cidade satélite de CEILÂNDIA onde passou a freqüentar a paróquia de São Pedro Apóstolo.
Só que sua proximidade com parentes evangélicos fez que começasse a freqüentar igrejas protestantes.
Segue abaixo o relato completo de sua conversão e trajetória na igreja católica e evangélica.

Amados irmãos e irmãs que a paz de Nosso Senhor Jesus e o amor de Maria Santíssima esteja com todos.
Quero passar para quem tiver acesso a este documento o meu testemunho de conversão, a minha intenção não é criticar nem semear preconceito ou intolerância religiosa.
Ao dar este testemunho quero mostrar o que é a intercessão e o amor de uma mãe e principalmente quando vem de MARIA MÃE DE JESUS.
No evangelho de São João no capítulo 2 vers.1 a11 esta claro sobre a intercessão de Maria pois na festa ela com seu olhar de mãe viu a aflição dos noivos quando seus servos vieram informar que o vinho tinha acabado Maria se dirige a Jesus e o resto desta maravilhos passagem vale a pena ser conferida diretamente no evangelho.
1. Três dias depois, celebravam-se bodas em Caná da Galiléia, e achava-se ali a mãe de Jesus.
2. Também foram convidados Jesus e os seus discípulos.
3. Como viesse a faltar vinho, a mãe de Jesus disse-lhe: Eles já não têm vinho.
4. Respondeu-lhe Jesus: Mulher, isso compete a nós? Minha hora ainda não chegou.
5. Disse, então, sua mãe aos serventes: Fazei o que ele vos disser.
6. Ora, achavam-se ali seis talhas de pedra para as purificações dos judeus, que continham cada qual duas ou três medidas.
7. Jesus ordena-lhes: Enchei as talhas de água. Eles encheram-nas até em cima.
8. Tirai agora , disse-lhes Jesus, e levai ao chefe dos serventes. E levaram.
9. Logo que o chefe dos serventes provou da água tornada vinho, não sabendo de onde era (se bem que o soubessem os serventes, pois tinham tirado a água), chamou o noivo
10. e disse-lhe: É costume servir primeiro o vinho bom e, depois, quando os convidados já estão quase embriagados, servir o menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora.
11. Este foi o primeiro milagre de Jesus; realizou-o em Caná da Galiléia. Manifestou a sua glória, e os seus discípulos creram nele.
Palavras da salvação
Glória a vós senhor.
Por mais que teorias e ideologias tentem mudar, por mais que estudos tentem provar, não tem como modificar o que esta escrito no evangelho, por mais que seja pregado que Maria não pode interceder por nós junto ao seu filho, temos milhares de milagres que aconteceram por meio da intercessão desta tão nobre mulher, mãe e rainha, posso afirmar com toda certeza que o que aconteceu comigo foi fruto da intercessão desta bondosa mãe.
Claro que eu não fui privilegiado somente com a graça de tê-la visto diante de mim em toda formosura e brilho que vem de seu filho Jesus foi só o início de uma árdua trajetória que foi minha conversão.
Tive que passar por momentos de luta interior pois não é fácil acreditar que Jesus possa estar presente na hóstia consagrada, tive o privilégio também der ter uma experiência profunda com Jesus presente na hóstia consagrada durante uma adoração ao santíssimo que eu estive presente.
HOJE PÓSSO DIZER: SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO. Mais antes de me tornar evangélico eu era apenas um católico de nome ou melhor um católico IBGE apenas figurado em estastísticas.
Nasci em berço católico e logo após o meu nascimento fui batizado, dois anos depois de meu batismo; meus pais se tornaram evangélicos se ligando a Congregação Cristã no Brasil, mas eu como fui criado com meus avôs paternos recebi toda uma educação católica.
A partir dos 12 anos comecei a freqüentar os cultos de algumas igrejas evangélicas, mas sem firmar ou assumir um compromisso sério, pois como meus avôs eram católicos eu permanecia fiel ao que eles me ensinavam, participei de algumas pastorais na Igreja de São Pedro Apóstolo no Setor P Sul; Ceilândia Distrito Federal, e em uma pastoral conheci a minha esposa, ela tinha 19 anos.
No mês de Dezembro de 1992 após um breve namoro passamos a viver juntos, pois a família dela não permitia que ela se casasse comigo, fomos morar em Anápolis na casa de uma prima minha que é membro da Assembléia de Deus Ministério Madureira de Anápolis lá eu aceitei a Jesus mais a minha esposa não concordou fazendo com que eu desistisse da idéia de ser Evangélico como eu estava vivendo junto com ela eu já não participava ativamente de nenhuma pastoral na igreja o que deu início ao meu afastamento definitivo da igreja apenas participava das missas, mas não podia tomar a santa comunhão o que para mim não fazia diferença pois eu não acreditava que aquele pãozinho podia se transformar na carne de Jesus e o vinho no seu sangue.
Durante o tempo em que eu fui católico eu não acreditava em certos dogmas da igreja como a assunção de Maria, o dogma da imaculada conceição, não acreditava que Maria pudesse aparecer para algum ser humano e muito menos que ela podia interceder por nós junto a Deus, para mim eu achava que as aparições de Fátima, Lourdes, Medjugorje, e muitas outras eram apenas estórias inventadas pelo Vaticano para enganar os fieis.
Quando ia para a missa eu ficava no fundo da igreja conversando e ate paquerando, tive tudo para ser um católico praticante e fiel, pois na minha adolescência e parte de minha juventude eu tive um grande amigo e até mesmo um pai espiritual que foi o Padre José Belo de Morais Filho sacerdote sério e rígido que me ajudou muito mais eu joguei tudo fora, pois eu me recusava a aceitar o que eu descrevi acima e as coisas que ele me ensinava eu fui muito rebelde não dei valor ao que aprendi de meus avós e de quem era fiel a igreja e que conviveram comigo.
Aos meus dezesseis anos fui para o seminário pois quem sabe eu poderia ser padre pois eu tinha uma mentalidade muito imatura só fiquei uns 8 meses e sai de lá.
Como eu já relatei acima eu não queria nada de sério com a igreja, por mais que eu tentasse participar de alguma pastoral eu não permanecia pois devido as minhas dúvidas eu acabava por me afastar daquela pastoral, desde minha infância eu fui uma pessoa muito nervosa cheia de traumas pois eu fui muito ferido devido ter sido criado longe de meus pais, e por ter passado por algumas experiências que um dia eu poderei relatar em meu livro.
Tudo isso fez de mim uma pessoa de coração duro para com Jesus, o que refletiu no inicio de minha vida com minha esposa, no dia 19 de novembro de 2004 nos casamos no civil; e no dia 25 de fevereiro do ano de 1995 nós nos casamos no religioso na Paróquia Nossa Senhora da Conceição Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro mais conhecida como Matriz de Campinas; um Bairro de Goiânia.
Casei-me por obrigação e não por acreditar nos sacramento do Matrimônio, pois para mim eu queria mesmo era ser evangélico, com o passar do tempo tentamos voltar aos nossos trabalhos na igreja, mas dentro de mim só tinha dúvidas, pois devido meus pais serem evangélicos eu muitas vezes acabava visitando igrejas evangélicas e participava dos cultos.
Moramos em Goiania até o ano de 1997 quando então mudamos para Santo Antonio do Descoberto onde, eu e minha esposa começamos a participar ativamente das missas, rezávamos o terço pois ela era devota de Nossa Senhora, eu até tentei engrenar novamente pois quando eu era solteiro cheguei a ajudar fundar vários praesidias da legião de Maria e ajudei a fundar o grupo jovem JOVENS FILHOS DE DEUS (JOFID) que foi onde conheci minha esposa.
Já em Santo Antonio do Descoberto fundei e fui coordenador de um grupo jovem também o JOAC JOVENS NO AMOR DE CRISTO rezava o terço nas casas mais sempre que encontrava uma oportunidade eu ia em um culto evangélico, na maioria da vezes escondido de minha esposa e da minha família, eu queria mesmo era ser evangélico aqui quero deixar uma pequena observação: na minha juventude quando ainda era solteiro eu freqüentei a Igreja Batista renovada durante 6 anos fielmente.
Esta foi minha ultima tentativa de estar na igreja católica então saí definitivamente da Igreja Católica Apostólica Romana, no dia três de janeiro de 1998 eu fui até um templo das ASSEMBLÉIA DE DEUS a convite de um vizinho nosso que era pastor local e dirigia os trabalhos naquele templo, ao chegar lá levantei minhas mãos e aceitei Jesus me tornando evangélico, pois eu estava convencido que todo católico não é digno de alcançar a salvação. A princípio minha esposa não quis ir, mas dois meses depois ela também aceitou e se tornou evangélica. Fui batizado no mês de abril do mesmo ano, pois este pastor falava que eu era escolhido por Deus para realizar a sua obra, que Deus havia revelado que eu seria pastor, pouco tempo depois comecei a pregar e pensava ter achado a solução para todos os meus problemas, desde que eu tinha saído de Goiania eu não tinha mais trabalhado. Estava desempregado.
Nas minhas pregações eu combatia a Igreja católica eu falava contra a mãe de Jesus, eu dizia que o papa era a besta fera e que na mitra estava o número da besta isto é o número 666 e que ele era a encarnação do anticristo pois a igreja católica era a mesma que perseguiu os primeiros cristãos e que estava a enganar a todos, eu ia dentro das igrejas católicas e ficava esperando terminar a missa para então eu evangelizar dentro do templo mesmo muitas vezes eu fui convidado a sair para fora e eu dizia vocês estão cegos por isso não querem ouvir e me expulsa daqui. o pastor da minha congregação dizia que eu era igual ao apostolo Paulo tinha coragem e era audacioso, e que por isso eu seria logo ordenado pastor pois o Espírito Santo havia revelado a ele e que minhas obras eram dignas de reconhecimento, eu assim que fui batizado comecei a fazer o curso de teologia das assembléias de Deus pois eu queria me capacitar para poder converter os católicos, espíritas, macumbeiros e quem estava afastado de Deus.
Muitas vezes eu combati o movimento católico conhecido como RENOVAÇÃO CARISMATICA CATOLICA. Falava que era um engano era uma astúcia de Satanás para enganar a todos pois o verdadeiro movimento pentecostal era o que acontecia nas igrejas evangélicas que aceitavam o pentecostes ou melhor as igrejas pentecostais, falei muitas vezes que a RCC era somente mais um engodo criado pelo Vaticano para segurar fieis pois a igreja católica estava sendo derrotada seus fieis estavam descobrindo a verdade e estavam saindo dela Eu falava: “Agora tudo mudou, pois encontrei a salvação, não preciso de imagens, de adorar a outros deuses, não preciso mais pedir a Maria, pois ela está morta e esperando pelo julgamento no juízo final. Agora Deus vai me dar tudo”.
Já no ano 2000 fui consagrado a pastor evangelista esta consagração ocorreu no mês de outubro no dia 12 na Igreja Assembléia de Deus Jardim das Oliveiras Samambaia DF.
Hoje muitos evangélicos dizem que minha consagração lá não foi válida pois eu era um recém convertido, só que a direção da igreja do qual eu era congregado havia aceitado os seis anos que eu estive na igreja Batista pois era a Batista renovada e eles seguem a doutrina pentecostal. Fiquei durante 13 anos como um protestante fiel.
Assim que eu fui consagrado pastor eu já assumi um campo em Santo Antonio do descoberto, e comecei a dirigir os trabalhos pensava que tudo estava solucionado, quando no mês de dezembro de 2002 aconteceu um episódio que ia mudar completamente o rumo da minha vida.
-->
Parte II

Desde quando me tornei evangélico eu e minha esposa tinha o desejo de ter uma filha, pois a primeira gravidez veio um lindo menino, toda vez que alguém orava por nós, profetizava uma menina em nossas vidas. No mês de agosto de 2002 paramos de evitar filhos na intenção de arrumar mais uma criança: “Esta menina que sempre era falada nas profecias e revelações”. Durante um mês nós paramos de evitar, e passado
uns dois meses a gravidez tão esperada não aconteceu, foi quando no dia dois de dezembro de 2002 pela manhã, minha esposa começou a sentir fortes dores no estômago, a princípio pensávamos ser algum desarranjo intestinal, mas a dor não passava e ela começou a sofrer desmaios e a vomitar.
Como ela não apresentava sinais de melhora e já era tarde, levei-a para o hospital local, chegando ao hospital, ela ficou internada e no outro dia como continuava do mesmo jeito, foi removida para o Hospital Regional de Taguatinga no Distrito Federal onde foi diagnosticada gravidez tubária e rompimento das trompas com forte hemorragia interna e era preciso operar.
Quando o médico deu o diagnóstico eu não acreditei, pois ela estava normal e não apresentava sinais de gravidez; era 13h20min do dia 03 de dezembro de 2002 uma terça-feira, que minha esposa deu entrada no centro cirúrgico, vinte minutos depois a médica falou: “Olha se você crê em Deus pode fazer suas orações, pois a sua esposa está em estado de coma e o homem não pode fazer mais nada, vamos operá-la, mas não temos esperanças de vida”.
Saí desesperado a procura de uma igreja, quando parei perto de uma loja e ali permaneci com a cabeça baixa e chorando, foi quando uma mulher tocou em meu ombro e me perguntou:
Porque você está chorando?
Olhei para aquela mulher e pensei “deve ser alguma irmã evangélica ou mesmo uma missionária, pois eles fazem visitas aos doentes que ficam internados”.
Ela trajava um vestido longo todo branco e tinha os cabelos soltos por sobre os ombros então eu respondi:
A minha esposa está morrendo e eu não posso fazer nada.
Então ela me disse: “Não se preocupe, pois ela não vai morrer, ela vai ficar boa.
Com aquelas palavras eu senti uma paz tomar conta do meu interior e abaixei a cabeça quando olhei novamente não a vi mais, então observei que um senhor me observava a certa distância, fui até ele e perguntei se ele viu para onde foi àquela mulher que momentos antes conversava comigo, ele me disse o seguinte: Você não estava conversando com ninguém, pois eu vi quando você parou ali, de cabeça baixa, chorando fiquei até preocupado, pois pensei que você pudesse estar se sentindo mal”.
Despedi-me dele e fui para a casa da madrinha do meu filho. Às 17:00 horas retornei ao hospital e falei com a médica que havia operado a minha esposa, tudo havia transcorrido muito bem ela estava fora de perigo.As palavras da médica foram as seguintes: “Realmente foi um milagre que aconteceu, não há explicação, pois ela estava quase morta e agora está se recuperando muito bem”.
Saí dali exultando de alegria e pensei comigo: “foi um anjo que falou comigo”.Três dias depois eu trazia minha esposa para casa, mais ela não podia ter mais filhos e a única possibilidade seria após um longo tratamento, muitos protestantes falavam que eu estava pagando o preço, que era pecado oculto e alguns chegavam a dizer que Deus havia revelado que eu estava cometendo pecado de adultério que eu estava vivendo em prostituição.
Continuei meus trabalhos e quando foi no ano de 2003 começaram a profetizar que meu tempo na cidade de Santo Antônio do Descoberto tinha terminado e que Deus me levaria para a cidade de Alexânia - Goiás.
Quando foi no dia 17 de fevereiro de 2004, nós mudamos para Alexânia-Goiás, chegando lá procuramos pela pastora da Igreja Pentecostal Missionária de Cristo Missionária Conceição que nos recebeu muito bem, ficamos na igreja dela por dois meses já no mês de março a minha esposa começou a ter queda de pressão o que me preocupou um pouco, foi quando uma noite depois de fazer minhas orações fui dormir e então eu tive um sonho em que aquela mesma mulher que me aparecera em Taguatinga estava ali e me disse: “Sua esposa esta grávida e vai dar a luz a uma menina que você tanto pediu”.
Acordei assustado e pensei comigo: não tem como ela estar e nem ficar grávida, pois estamos evitando, não falei nada para ela. Quinze dias depois deste sonho minha esposa caiu acamada com tonturas e muita fraqueza eu já me preparava para assumir um trabalho, pois o motivo de minha ida para lá era para dirigir uma igreja; muitos evangélicos e esta pastora dizia que minha esposa tinha era obra de bruxaria fizemos campanha e nada dela melhorar, a levei ao posto de saúde onde o médico pediu um teste de gravidez que teve como resultado: “POSITIVO” no mesmo instante me lembrei do sonho e comecei ficar muito confuso,
pois a pastora que eu estava auxiliando falava que não era gravidez, que era trabalho de macumba e quando viu o resultado dos exames, disse que essa criança seria uma maldição em nossas vidas, e saiu da casa que nós estava morando sem dizer mais nenhuma palavra.
Quando minha esposa ouviu isto ela apenas falou o seguinte: Alberto apartir de hoje eu saio desta igreja pois a criança que eu carrego no meu ventre não é uma maldição pois quem dá a vida é Deus e Deus não dá maldição; quem dá maldição é o diabo e ele não dá a vida.
Após este acontecimento ela saiu da igreja pois não aceitou alguém dizer que nossa filha que estava sendo gerada no seu ventre seria uma maldição, procurei por um outro pastor e contei tudo inclusive o sonho então ele me disse: “Olha pastor você está deixando se levar pelo diabo, cuidado”. Fiquei muito abalado e confuso mas continuei na igreja apenas sai da igreja Pentecostal Missionária de Cristo e assumi o Ministério que estava abrindo um campo e por coincidência era o mesmo onde eu fui consagrado pastor. Comecei trabalhar evangelizando e buscando as pessoas foi quando eu tive uma visão.

PARTE III

Era o mês de junho de 2004 e minha esposa já estava no 5º mês de gestação, a médica que a acompanhava no pré-natal no hospital diagnosticou gravidez de alto risco e aconselhou continuar o pré-natal no Hospital Regional de Taguatinga, pois a minha esposa poderia ter um aborto espontâneo, e ela precisaria de tomar medicamentos pois ela estava sempre sentindo dores, os pastores que faziam campanha comigo falavam que era o diabo impedindo eu e minha esposa de fazer a obra.
Nesta data, estava havendo a festa de Santo Antônio de Pádua padroeiro de Olhos D’Água, povoado distante 10 km de Alexânia o nosso pastor presidente havia ordenado que eu escolhesse os melhores obreiros e fosse até aquela festa e ali afrontasse os católicos com evangelismo e cultos na praça onde era realizada a festa, já estavam tudo pronto quando faltando três dias para que eu começasse este trabalho que planejamos realizar nesta festa dedicada ao padroeiro da cidade; aconteceu o que me trouxe de volta para a Igreja católica apostólica romana.
Naquela noite do dia dez de junho do ano de 2004 logo após o culto eu fui para a casa pastoral que ficava nos fundos da igreja, e depois de fazer minhas orações particulares eu me preparei para dormir então mal havia me deitado e o quarto se encheu de luz, era uma luz tão forte que não se comparava nem com a luz do sol, e no meio daquela luz estava aquela mesma mulher que havia falado comigo em Taguatinga e que eu tinha sonhado com ela quando falou que minha esposa estava grávida, tentei repreender clamando o sangue de Jesus pois achava que era uma intervenção demoníaca mais minha voz não saia. Tentei me levantar para sair dali e o que consegui foi cair de joelhos diante dela; Então ela com voz suave me fez a seguinte pergunta:
Porque você tira as ovelhas do rebanho de Meu Filho? O coração de Jesus está sangrando transpassado de dor por causa das suas atitudes, olha a filha que você tanto tem pedido eu tenho intercedido junto ao meu filho e ela vai nascer com saúde”
A única coisa que eu conseguia fazer foi chorar pois naquele momento eu seti dentro do meu coração eu senti dentro de minha alma a dor de ter sido a pessoa que eu era de ter tido as atitudes tão errada perante os olhos de Deus.
Depois de ter falado comigo ela foi se afastando e sumindo no meio da luz então a luminosidade do quarto voltou ao normal, me levantei e fui direto para dentro da igreja, dobrei os meus joelhos e ali onde tanto falei contra a mãe de Jesus, contra a eucaristia, eu pedi perdão a Deus pelos meus atos e falei comigo mesmo: “Vou voltar para o meu lugar, vou voltar para a verdadeira igreja aquela que foi fundada por Jesus Cristo e que foi edificada em Pedro que foi o primeiro papa, "E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela". (Mt 16,18) essa igreja é a “Igreja Católica Apostólica Romana”.Nesta noite eu não consegui dormir pois o sono não voltou mais,
dentro do meu coração um misto de dor por causa de meus atos e de alegria pois eu tinha acabado de ser visitado pela mãe de Jesus o filho de Deus; logo que o dia amanheceu liguei para o meu pastor presidente e pedi a ele que viesse até Alexania pois eu precisava falar com ele quando ele chegou falei tudo para ele, contei” do sonho e falei que não iria realizar aquele trabalho, então ele com muita ira disse que eu estava dando ouvidos ao demônio e que ele se disfarça de anjo de luz para enganar os escolhidos de Deus.
Então respondi a ele dizendo:
O QUE ACONTECEU COMIGO NAQUELA NOITE NÃO TINHA SIDO O DIABO NÃO, POIS EU TIVE A GRAÇA DE VER APENAS UM POUQUINHO DA FORMOSURA E DO BRILHO DA LUZ QUE RESPLANDECE DO ROSTO DE CRISTO POIS NÃO ERA MARIA A MÃE DE JESUS QUE RESPLANDECIA, E SIM O BRILHO DE JESUS QUE RESPLANDECIA ATRAVES DELA POIS O BRILHO E A FORMOSURA DE MARIA SÃO O BRILHO E A FORMOSURA DE CRISTO E QUE O DIABO MESMO DISFARÇADO DE ANJO DE LUZ ELE NÃO PODE TRAZER A PAZ POIS ELE SÓ TRAZ A GUERRA O ODIO E A DOR E QUANDO EU VÍ A MÃE DE JESUS EU SÓ SENTI PAZ.
Aquele Pastor então me respondeu que eu estava cego e me fez a seguinte proposta: que eu deveria escolher a benção ou a maldição que eu deveria escolher o Deus que eu pregava ou o Diabo que me apareceu pois Deus não permite a ninguém que já morreu essa capacidade de voltar aqui na terra para falar com alguém e que Maria a mãe de Jesus já estava morta e esperando pelo julgamento.
Então eu lhe respondi eu escolho a bênção pois eu sei a mãe de Jesus esta viva em corpo e alma na glória celestial como é professado na igreja católica pois o que aconteceu comigo foi vindo de DEUS e eu não tinha dúvida nenhuma que foi a mãe de Jesus.
No mesmo dia fomos expulsos da igreja, e fomos retirados sumariamente da casa pois disseram que como eu havia escolhido a maldição então que eu saísse dali pois ali era consagrado a DEUS, procurei a paróquia de Alexânia e relatei todo o acontecido para a coordenadora, só não contei dos sonhos e da visão que tive. Como o padre não se encontrava na cidade eu pedi ajuda a coordenadora para que eu pudesse ir para o Setor P Sul, ela nos deu as passagens para que a gente pudesse retornar e quando chegamos no Setor P Sul eu procurei o Padre Jose Belo De Morais Filho Pároco da Paróquia de São Pedro, e me confessei pois eu estava arrependido de tudo o que eu havia falado, e havia feito de errado.
Depois de ter me confessado eu e minha família retornamos para Santo Antonio do Descoberto na esperança de voltar para a casa que eu havia construído em um terreno pertencente ao meu pai, quando fui para Alexania foi preciso um caminhão truck para levar minha mudança quando voltei minha mudança coube dentro de uma pequena caminhonete pois perdi maior parte do que eu tinha eles não deixaram eu trazer pois disseram que pertencia a igreja.
Para a nossa surpresa meu pai não deixou, eu voltar para o terreno pois ele disse que como eu deixei a igreja e voltei para o catolicismo eu não tinha mais direito de morar nas terras dele, ele tomou esta decisão depois que um pastor me difamou para ele falando horrores de mim com uma forma de se vingar da minha decisão. e então ele derrubou a casa que eu havia construído com dinheiro adquirido do meu suor..
Acontece que quando Deus faz um milagre ele faz por completo e principalmente quando tem a intercessão de Maria a mãe de Jesus, eu não tinha observado; depois que eu tive a visão ela parou de sentir as dores e “Ela estava curada, pois já se aproximava do sétimo mês e ela não precisou mais de tomar nenhum medicamento.”
PARTE IV
Como não foi possível voltar para minha antiga casa minha família alugou um barraco de três cômodos e um banheiro, era um barraco inacabado não tinha piso e estava rodeado de mato e sujeira, eu não tinha nenhum centavo no bolso estava desempregado todos os dias eu descia até a matriz hoje santuário de Santo Antonio, e lá ficava horas sentado dentro da igreja sem saber o que fazer, tentava rezar mais não dava conta, somente consegui chorar.

 


Gaudium Press - Notícias Católicas

Noticias de ACI Digital - Brasil

Noticias de ACI Digital - Mundo

ZENIT - O mundo visto de Roma

  ©Servos de Maria - ADISEMA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo